Ter um site hoje em dia é fácil. Qualquer pessoa com uma conexão de internet, um produto ou serviço e um tempinho disponível consegue fazer um.
Existem inúmeras plataformas disponíveis, muitas delas gratuitas e de interface amigável para gerenciar.
Mas ter um site que engaja, vende, aparece no Google e com um design lindo, aí é outra história.
Antes de sair por aí fazendo qualquer coisa, veja as 5 coisas que você precisa ter antes de criar seu site

O mundo digital está em eterna evolução. A cada dia, mais e mais pessoas tem acesso a esse universo, e a cada ano essas pessoas estão mais e mais entendidas no assunto. Antigamente ter um site era sinal de prestígio e inovação. “Nossa, eles até tem um site!” dizíamos. Esse sentimento de “UAU!” era porque para se ter um site era necessário contratar um desenvolvedor de HTML, uma empresa de hospedagem e ter suporte 24horas por dia para qualquer alteração.

Hoje, não muito tempo depois, vemos no mundo digital um crescimento vertiginoso de sites de todos os tipos. Blogs, Sites Institucionais, portfólios, sites pessoais, loja virtual… todos criados em plataformas “faça você mesmo” onde praticamente qualquer pessoa, com pouca ou nenhuma experiência em sites consegue, em questão de horas, estar online.
Isso é a evolução da era digital acontecendo diariamente e que acredito que será cada vez mais rápida e inclusiva nesse aspecto. Ponto positivo para o mundo!

Porém há um viés interessante. Quanto mais pessoas criam sites, mais cheia a internet vai ficando e mais difícil vai ficando também, “aparecer” nesse oceano de sites. O que acontece a seguir é obvio: a frustração de ter um site que não tem visitas, não engaja, não vende e não traz os resultados esperados.
Trabalhar uma presença digital nos dias de hoje requer alguns comprometimentos, que muitas vezes não estamos tão dispostos assim a fazer.

Veja as 5 coisas que você precisa ter antes de montar seu site:

1. Disponibilidade de Tempo

O tempo é hoje nosso principal recurso, o nosso bem mais valioso. Escolhemos diariamente onde e como vamos investí-lo.

Algumas pessoas planejam mais que outras, fazendo suas listas de resoluções e tarefas. Há também aquelas que simplesmente seguem o fluxo de cada dia. Zero planejamento.

Em qualquer uma das opções, o tempo que investimos em nossos projetos de vida e tarefas diárias é proporcional ao quanto realmente queremos ou precisamos realizá-las. Eu acredito mais em “querer realizar” porque é comum postergarmos fazer o que precisamos… Mas enfim, no caso de ter um site, a regra se aplica da mesma forma.

Entrar no Wix e fazer seu site é incrivelmente rápido. Mas se destacar na multidão, requer um investimento maior do seu tempo.

Identidade visual, missão, imagens, definição do público alvo, conteúdo e posicionamento são só alguns dos pilares para ter um site incrível. Porém são coisas que nem todo mundo está disposto a estudar, aprender e se dedicar. Muitas pessoas decidem fazer elas mesmas seu site para “economizar” dinheiro e terminam com um site esquizofrênico perdido na net. E é nesse cenário que mora o fracasso. O barato que sai caro.

Não existe formula mágica.  Você só vai ter um resultado excelente, se dedicar o seu tempo. Não estou dizendo que você precisa aprender tudo isso para poder montar seu site. Onde quero chegar é que não existe milagre se o santo não aparece.

Aprendendo você mesma ou contratando um profissional para percorrer esse caminho, a dedicação do seu tempo é o que vai te levar a criar um site incrível.

2. Uma Identidade Visual

Não adianta. O ser humano é visual. Imagens, cores e movimento nos geram sensações positivas e negativas. Um site sem identidade visual, é como você sair de casa vestido igual a todo mundo – você passa despercebido, ninguém nota você.

A essência da sua mensagem, da sua missão como empreendedora deve estar de alguma forma representada visualmente no seu site e redes sociais. As cores que você usa, seu logotipo, o layout do site, a tipografia, as imagens, tudo isso envia uma mensagem e gera nas pessoas uma sensação. Com uma identidade visual bem trabalhada você consegue transmitir calma e paz em um site de yoga ou massagens por exemplo. Passar uma sensação de motivação e foco se for um Coach de vida. Alegria e descontração em um site de artesanato.

Tudo deve estar ligado e conectado com sua essência, com a mensagem que você quer passar.

Por isso, por favor,  pare de fazer qualquer coisa de qualquer cor, com qualquer letra e pense: O que quero que as pessoas sintam ao entrar no meu site? O que espero que elas façam depois de ler meu post? Busque informações sobre identidade visual. Busque profissionais de design para te ajudarem nesse processo.

Volto a dizer que no mundo digital, o caminho não é fácil e não há fórmulas mágicas. Seja você em todos os aspectos da sua marca, invista na sua identidade visual e vai começar a chamar a atenção das pessoas certas.

3. Fotos Decentes (muitas)

Sim, sim e sim. Não tem mais desculpa que caiba no ano de 2018, para você não ter imagens decentes suas, dos seus produtos ou da sua marca.

Se sua desculpa for: “Ana, eu não tenho grana e sou ruim de fotos” – te direi: “Amiga, receita de bolo: Junte 1 celular, um tutorial do youtube, um editor de fotos e faça fotos incríveis do que quiser.”

Se a desculpa for “Ah mas não tenho tempo de ficar vendo tutorial pra ficar tirando e editando fotos” – te direi: “Amiga, leia o ponto 1 desse post ou contrate um profissional.”

Mas se você estiver com a intenção de montar um e-commerce, com milhares de fotos de produtos vou te dizer: “Amiga, compre um mini estúdio ou monte um estúdio e mãos à obra.”

Imagens são os pontos de luz de um site. Sabe aquele projeto de iluminação da sua casa? É isso que as fotos conseguem fazer. Elas direcionam o olhar, humanizam seu site, personalizam sua marca, demonstram seu produto da forma correta. Quem não ama passar a lupinha num produto?

Pense nisso quando estiver achando tudo “muito caro” para fazer. É a sua reputação que está em jogo. Não brinque com isso.

4. Se posicionar – e não sofrer…

Quem é você? O que a sua empresa faz? Quem é seu cliente ideal? O que você espera que sua empresa seja? O que você espera que ela NÃO seja?

Perguntas típicas de posicionamento. Como diria meu querido professor Guilherme Sebastiany: “Posicionamento é renúncia.”
Se posicionar é principalmente abrir mão do que pode atrapalhar seu progresso, dando passagem SOMENTE para o que vai alavancar seu progresso. E isso dói. Tem que aguentar!

Qualquer empreendedora iniciante – e me incluo nessa lista gente! – tem uma pequena ou enorme tendência a querer fazer/vender/ser tudo para todo mundo.

Os principais pensamentos que rondam esse comportamento se parecem com esses aqui:
“Ah, estou só começando, o que me pedirem para fazer eu faço.”
Ou
“Meu produto é muito bom. Qualquer pessoa pode comprar.”
Ou
“Estou precisando muito desse dinheiro. Vou fazer mesmo assim”

Começamos a achar que nossa ideia serve para todo mundo que queira nos contratar e sofremos quando uma pessoa nos procura por algo que não queremos ou não sabemos fazer. Ficamos compelidas a dizer que sim!

Isso funciona – até a página 2. Lá na frente, quando você tiver um público totalmente desconectado do propósito da sua marca, um site com poucas visitas e redes sociais sem engajamento, você vai ficar bem chateada e vai lembrar de mim dizendo: “Amiga, quem quer ser tudo para todo mundo, acaba sendo nada para ninguém” Frase incrível da minha querida Maria Ross – expert em branding.

Por isso, tenha um posicionamento claro. Saiba, desde o início, para quem e com quem você quer trabalhar. Saiba escolher muito bem os produtos e serviços que irá ofertar. Tenha seu “pitch de elevador” na ponta da língua. Trabalhe constantemente para ser uma referência de algo espetacular que só você sabe fazer para aquele público e conseguirá tê-los a seus pés.

E finalmente você vai precisar de…

5. Conteúdo

Eu sei que você está cansada de ouvir isso. Eu também estou. Mas conteúdo é muito importante. Mesmo. Sério. E dá trabalho. Muito mesmo. Sério também.

Mas tem solução. Duas na verdade.

A primeira é pagar para alguém fazer para você. Tem um monte de profissionais capacitados que trabalham com isso e transformam qualquer assunto num super post, preparado para SEO, cheio de palavras chave, frases de efeito… lindo! Solução excelente para quem não gosta, não tem jeito e nem quer escrever nada para ninguém. E tudo bem não gostar de escrever.

A segunda solução é você mesma fazer. E é uma questão de hábito e força de vontade. Sem conteúdo, seu site é uma embalagem vazia. É legal ter posts escritos por você porque as pessoas “ouvem” sua voz e entendem melhor sua mensagem.

Artigos à parte, seu site precisa da história de como você montou sua empresa, o que te inspirou a começar, um texto sobre você e sua sócia, seu slogan. Isso também é conteúdo e também posiciona sua marca na cabeça das pessoas. Histórias de vida marcam as pessoas e elas não esquecem. Se sua história é linda, inspiradora, engraçada, escreva sobre ela, com as suas palavras, como se estivesse contando para uma nova amiga. As palavras que escrevemos tem a nossa personalidade e isso é esparramado em toda nossa marca.

Por isso ajude seu Web Designer e escreva os conteúdos do seu site com carinho!

Conclusão…

E essa foi a lista das 5 coisas que você precisa ter antes de criar seu site. Tenho certeza que dedicando tempo, criando sua identidade visual, investindo em boas fotos, se posicionando claramente e escrevendo o conteúdo base, seu site vai ser uma obra prima da internet.

E a gente gosta muito de site bonito e com conteúdo viu!

Conte com a CSD para trilhar esse caminho. Consulte nossos serviços aqui ou fale com a gente em nossos canais

Curtiu esse post? Compartilhe com suas amigas empreendedoras.

 

Pin It on Pinterest